O Visão Enfernal volta e a REvolta contra a Enfermagem como arte continua. A sua afirmação como ciência voltará a tomar lugar neste blogue, centrando a sua essência na divulgação da mais recente evidência científica.
comentar
publicado por Visao ENFernal, em 20.09.10 às 17:35link do post | favorito

 

 

 

Com frequência assisto à aplicação do produto Cavilon (seja em formato creme ou spray) em zonas de pressão com eritema branqueável, ou mais tardiamente, em úlceras de categoria I. O intuito é claro: prevenir ou retardar a evolução destas lesões.

 

A minha pergunta é: fundamentado em quê?

 

Em jeito de brincadeira, vamos levantar a seguinte hipótese: será o cavilon um produto eficaz para prevenir ou retardar o aparecimento de úlceras de pressão pelo seu uso em zonas de pressão susceptíveis?

 

Vamos começar por conhecer este produto da 3M...

Tanto o cavilon creme como o spray foram desenhados para garantir uma barreira de pele, ou seja como se de uma película se tratasse para evitar principalmente lesões por humidade. Segundo o laboratório, podemos descrever as suas indicações:

 

  • Prevenir maceração em zonas húmidas do corpo (da pele susceptível por incontinência ou em zonas "peri" estomas);
  • Proteger a pele de lesões provocadas pelo destacamento do adesivo de penso;
  • Protecção da pele relativamente a agentes irritantes (como por exemplo a fralda, evitando o eritema por contacto);
  • Tratamento de macerações já existentes.

 

Precauções relativamente ao seu uso:

  • O seu emprego concomitante com outros cremes poderá interferir na sua eficácia;
  • A pele deverá estar bem seca antes de ser aplicado;
  • A presença de cavilon em locais onde se encontram eléctrodos poderá interferir na captação de impulsos;
  • Não deve ser usado em locais onde existe infecção da pele (p. ex. infecção fúngica).

 

E ponto final. O próprio laboratório não contempla outro tipo de indicações para este produto.  Já estudos independentes poderiam explorar outras potencialidades não conhecidas pelo próprio fabricante. Sendo assim, vamos procurar estudos que possam sustentar o benefício do emprego do cavilon em situações não assumidas pelo laboratório que o produz.

 

Aqui encontramos um artigo um pouco antigo, em que se comprovou (numa pequena amostra e desconhecendo o método de estudo) que o cavilon pode ser benéfico para o tratamento dos bordos macerados de uma úlcera, provocado pelo exsudado. Nada de novo, o próprio laboratório já o afirmara.

Neste link é possível analisar um folheto que comprova a eficácia do cavilon para a prevenção de lesões cutâneas, inclusive apresenta um pequeno excerto (texto criado pelo próprio laboratório) que cita:

 

How Can 3M™ Cavilon™ No Sting Barrier Film Help Prevent Skin Damage?

Applying Cavilon No Sting Barrier Film to intact skin can help prevent skin damage from friction and moisture and may help to improve clinical and quality outcomes.
Moisture and friction are accepted risk factors for pressure ulcer development and are part of the Braden Scale for Predicting Pressure Ulcer Risk©. Use of a barrier film for protection of at risk skin is recommended in widely-recognized pressure ulcer preventionguidelines.* Preventing skin damage may reduce the chance of incorrect identification as a pressure ulcer, which could be costly to your facility.

 

Tristemente, para sabermos em que guideline se basearam para assentarem este pressuposto, é necessário entrar em contacto com o gabinete da empresa 3M (*References upon request). O que é certo, é que o restante folheto não acrescenta mais nada daquilo que já conhecemos, o discurso é vago, para além de não mostrar resultados de estudos que demonstrem que de facto o produto é explicitamente eficaz na prevenção de úlceras de pressão.

 

Mas não ficamos por aqui, vamos pesquisar em repositórios artigos que suportem a nossa hipótese:

 

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16618326 A liquid film-forming acrylate for peri-wound protection: a systematic review and meta-analysis (3M Cavilon no-sting barrier film)

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15909441 - Comparison of two peri-wound skin protectants in venous leg ulcers: a randomised controlled trial.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15517755 - Comparing cost per use of 3M Cavilon No Sting Barrier Film with zinc oxide oil in incontinent patients.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14648962 - The protective effects of a new preparation on wound edges.

 

 

Toda a informação pesquisada sobre o produto (maior parte dela suportada pelo próprio laboratório) é essencialmente orientada para a promoção do próprio produto, uma vez que nas conclusões apresentadas há um clara relação custo/benefício em prol do uso do cavilon. Outro apostam em vincar as propriedades únicas que possui para tratar lesões por humidade. Contudo não encontrei nenhum que directamente e explicitamente suportasse a nossa hipótese.

 

 

Curiosamente nos fóruns de Enfermagem, apenas nas comunidades Portuguesas é que se verifica esta associação entre o cavilon e a prevenção de úlceras de pressão - terá a ver com factores culturais?

Num momento em que o controlo de gastos é escrupuloso, em que o lema é "gastar, mas bem", como seremos capazes de fundamentar o desperdício de 18,50€ por um creme que é utilizado para um propósito que não está assente em pressupostos científicos mas sim apenas em juízos empíricos?

 

 

 


http://solutions.3m.co.uk/wps/portal/3M/en_GB/Cavilon/skin-care/products/no-sting-barrier-film/

 

http://www.3m.com/intl/br/produtos/655_21.html

http://www.forumenfermagem.org/forum/index.php?topic=2048.0

http://www.prosavos.com/loja/product_info.php?cPath=45_100&nome=Cavilon%20Creme%20Barreira%20Hidratante&products_id=940

http://solutions.3m.co.uk/pv_obj_cache/pv_obj_id_FA4C480B14C0CBAD81B9C5092645DA4DBC890100

http://solutions.3mindia.co.in/3MContentRetrievalAPI/BlobServlet?locale=en_IN&lmd=1254742500000&assetId=1180619210972&assetType=MMM_Image&blobAttribute=ImageFile

http://www.medishop.be/medishop/images/cavilon.jpg

http://www.allaboutyou.com/?module=images&func=display&fileId=62660


Visao ENFernal a 22 de Setembro de 2010 às 00:50
Obrigado pela sugestão, contudo desconheço mitos relacionados com esses produtos. Terei de fazer uma resenha para conhecer em pormenor que tipo de mitos os enfermeiros associam a cada um deles.

Cumprimentos

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17

19
21
22
23
24
25

27
30


links
pesquisar
 
blogs SAPO