Visao ENFernal a 26 de Setembro de 2010 às 22:52
Antes de mais obrigado pela vossa intervenção, este tipo de discussões só ajudam a melhorar o nosso conhecimento em Enfermagem. Sê também bem-vindo Filipe Brandão.

Nuno, quanto ao tema, continuo a discordar de ti. Estás a generalizar o atributo de um produto quando quisemos especificar um critério específico. Uma coisa é uma complicação de um problema, outra coisa é um problema que surge de possíveis complicações.
Neste caso concreto Nuno, tu não tens evidência que te permita mostrar que DE FACTO o cavilon previna que zonas de pressão evoluam para úlceras. O próprio Filipe Fernandes mostrou de uma FAQ do fabricante que isso não é passível de acontecer.
Logo, o cerne da questão é este: mesmo que o seu efeito na hipótese levantada seja no mínimo duvidosa (para não dizer inexistente), como podes tu justificar os 16-18,00€ que gastas num propósito que é indefinido? Multiplica-o por 2x/semana/"x" doentes.

E aí sim, concordo canalizar despesas para suportar um serviço de recursos que permitam objectivamente diminuir a incidência de úlceras de pressão e, a longo prazo, poder aceder às revertências de um plano estratégico assentado em pressupostos garantidos (e não duvidosos).

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.