Magistral_estratega a 24 de Setembro de 2010 às 10:18
Numa época em que o conceito custo/efectividade é tão usado e pertinente faz todo o sentido perceber se estamos a usar um placebo ou não...

Faz também todo o sentido questionar se o produto é o mais barato obtendo o mesmo fim.

Faz também todo o sentido saber se estamos a usar algo que efectivamente é eficaz...

Não vi mencionado nenhum RCT , revisão sistemática ou meta-análise credível... Portanto poderemos muito bem estar a usar algo que tem o mesmo efeito que papel de alumínio ou banha de porco... e mais caro...

Dinheiro gasto nisto pode ser muito bem dinheiro que faltará noutra coisa bem mais útil... por exemplo formação adequada a enfermeiros sobre técnicas de conforto, uso de medidas não farmacológicas e outro factor que é descurado... Capital humano...Por mais produtos que disponhamos nos nossos serviços nenhum terá o mesmo efeito que o tempo possível e disponível para evitar úlceras de pressão alternando decúbitos...

Penso que estamos a ser engolidos pelo paradigma da medicalização... Se calhar estou a exagerar mas... é assim que começa...

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.