Nuno Abreu a 22 de Setembro de 2010 às 23:38
Parabéns pelo post. Antes de discutirmos a eficácia do produto e de o pormos em causa pela ausência de estudos independentes, parece-me importante conhecer os estudos que dão suporte às indicações terapêuticas e que servem de base á autorização pelo Infarmed para introdução no mercado. O facto de não encontrares estudos independentes credíveis a apoiar o laboratório não significa que o produto não seja eficaz, pois também não encontraste estudos apoiar a sua ineficácia. Assim na ausência de evidencia independente, temos de confiar no regulador do mercado ( Infarmed) que aceitou a sua comercialização, e acreditar na eficácia da prevenção das úlceras de pressão pela acção que têm na protecção da pele ao funcionar como barreira. Como sabes o European Pressure Ulcer Advisory Pane indica a necessidade de "proteger a pele da exposição à humidade excessiva através do uso de produtos barreira de forma a reduzir o risco de lesão por pressão. (Força da Evidência =C)".

Já tinha saudades de " discutir" contigo.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.