O Visão Enfernal volta e a REvolta contra a Enfermagem como arte continua. A sua afirmação como ciência voltará a tomar lugar neste blogue, centrando a sua essência na divulgação da mais recente evidência científica.
comentar
publicado por Visao ENFernal, em 29.10.10 às 20:52link do post | favorito

Não é brincadeira! Para além das águas gourmet, vende-se no mercado água enriquecida com oxigénio.

 

 

 

Não querendo passar por céptico na matéria, vamos compreender se de facto existem vantagens ou não na utilização deste produto. Quem poderia precisar de um maior aporte de O2? Um atleta certamente, contudo a empresa garante um maior bem-estar com a toma regular de água enriquecida com O2. Veremos se sim ou se não...

 

Ora atendendo à Lei de Henry, qualquer gás pode dissolver-se num líquido com o qual se encontra em contacto, mais concretamente a quantidade de gás que se dissolve num líquido a uma determinada temperatura é directamente proporcional à pressão parcial do gás. À diferença entre a tensão parcial dos gases que se encontram em contacto com o líquido e a tensão do gás dá-se o nome de Gradiente de Pressão – quanto maior for o gradiente de pressão, mais gás é absorvido pelo líquido (ver vídeo seguinte).

 

 

Logo, ninguém poderá negar a autenticidade do produto, pois quanto maior pressão parcial de gás injectado na garrafa, resultará certamente numa solução mais enriquecida em O2 (apesar da fraca solubilidade do oxigénio na água). Agora o que poderá acontecer se removermos a tampa da garrafa? O gradiente de pressão diminui relativamente ao ambiente a que a garrafa apresenta, ou seja, atinge-se uma pressão semelhante à pressão atmosférica, logo todo o oxigénio que enriqueceria a água a que nos propúnhamos a beber… desapareceria.

 

Mas mesmo assim, considerando que ao destapar a garrafa conseguiríamos por momentos apresentar uma solução bem enriquecida de oxigénio, será este suficiente para melhorar a performance de um atleta? Um estudo publicado no JAMA em 2003 afirma que não. Usando como referência uma das águas com maior PO2 dissolvido, em que a concentração de O2 da água comum engarrafada ronda os 10% comparativamente à usada para estudo, os investigadores chegaram à conclusão de que este tipo de águas “oxigenadas” não servem mais do que apenas meros placebos.

O facto é simples: respiramos uma mistura de ar/oxigénio a nível da água do mar na ordem dos 21%. Assim, por cada 100ml de ar, existe 21ml de O2. Um adulto tem uma Capacidade Vital em média na ordem dos 500ml por ciclo respiratório, logo inspira cerca de 105ml de O2 por cada ventilação efectuada. Cada garrafa destas disponibilizadas no mercado apresenta 330ml de água com uma pequena fracção de oxigénio dissolvido. Ou seja, por cada inspiração efectuada, assimilamos uma maior quantidade de O2 do que bebendo uma garrafa de água “oxigenada” de rajada.

 

A única forma de resolvermos este dilema seria a possibilidade de se poder beber oxigénio líquido puro. Isto porque cada litro de oxigénio na forma líquida equivale a cerca de 860 litros de oxigénio gasoso. Ora como só pretendemos 0,33l, cada garrafinha conteria cerca de 283ml de oxigénio gasoso. A única contrapartida é a possibilidade de criar com relativa facilidade sensibilidade dentária, atendendo a que o oxigénio assume a forma líquida a -182,96º.

 

O porquê de ter inserido esta pequena reflexão neste blogue? Pois nem todo o conhecimento que nos é oferecido tem legitimidade ou backup científico, mesmo inserido em bases de dados credíveis ou repositórios de informação científicos. Apelo a todos os meus colegas para que na vossa prática diária sejam reflexivos, críticos e, acima de tudo, assertivos na forma como fundamentam as atitudes que preconizam e nos problemas que diagnosticam. Esta é a base para a construção de uma enfermagem credível, com maior visibilidade não só pelas outras classes profissionais, mas também pelos próprios doentes. É urgente abandonar o estereotipo da arte e do saber pela experiência, o cancro cuja malignidade tende a não desaparecer e que nos conduz à falta de credibilidade pelos outros que nos avaliam.

 

É esta a mensagem que gostaria de deixar transparecer, a missão deste Visão ENFernal, um blogue que a partir de hoje em diante ficará com acesso restringido apenas aos enfermeiros do Centro Hospitalar do Porto e a outros colaboradores com convites particularmente endereçados. Para ultimar este post, gostaria de prestar o meu agradecimento a todos os enfermeiros que participaram nas discussões que surgiram neste espaço, um bem-hajam.

 

Ciro Teixeira.

 


http://www.oxygenez-vous.com/shop/img/p/13-67-thickbox.jpg

http://www.oxygenez-vous.com/shop/lang-pt/13-ogo-agua-enriquecida-com-oxigenio.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Henry

http://www.web-dive.com/?lang=pt&option=41

http://www.youtube.com/watch?v=8yU5y-cFXoo

http://jama.ama-assn.org/cgi/reprint/290/18/2408-b.pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Oxig%C3%A9nio_l%C3%ADquido


António Pinto a 5 de Novembro de 2010 às 17:03
Se possível gostaria de ser um dos Enfermeiros com acesso ao blog, já que sigo os assuntos com particular interesse, partilhando-os com os colegas do serviço.
Hospital Abrantes.

Um abraço

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

17
18
20
21
22
23

25
26
27
28
30

31


links
pesquisar
 
blogs SAPO