O Visão Enfernal volta e a REvolta contra a Enfermagem como arte continua. A sua afirmação como ciência voltará a tomar lugar neste blogue, centrando a sua essência na divulgação da mais recente evidência científica.
comentar
publicado por Visao ENFernal, em 09.12.08 às 09:28link do post | favorito

 

Tal como prometido, o Visão ENFernal passa a contar com novos colaboradores. O Enfª Nuno Abreu "corta a fita" neste blogue com um artigo, no mínimo, hilariante. Obrigado Nuno pela tua participação, e ficamos a aguardar por mais reflexões de tua parte.

 

 

Utilizando a expressão do saudoso Fernando Pessa, trago-vos a história peculiar de Óscar. Mas antes disso uma breve introdução sobre o que eu penso acerca da aquisição de conhecimento em enfermagem.

Os conhecimentos empregues na prática do cuidar devem-se basear na evidência científica, mas não podemos descurar que em algumas situações, existem fenómenos com que o enfermeiro se depara que a ciência não consegue explicar. O que fazer nestas situações? Segundo RNurses Association of British Columbia, as enfermeiras devem ser capazes de identificar e utilizar a melhor evidência no seu exercício profissional. Quando falte  evidência ou esta seja débil, as  enfermeiras  devem ser capazes de gerar o conhecimento  necessário para suprir esta falta. Para gerar este tipo de conhecimento, devemos ser capazes de utilizar a nossa intuição ( capacidade de reconhecer padrões)e a lógica racional.

 

Num mundo ávido de inovações tecnológicas e conhecimento baseado na evidência científica, trago-vos um artigo do prestigiado New English Jornal of Medicine, onde o inexplicável foi integrado no cuidar. O artigo relata a característica singular de Óscar, um gato que habita uma “Nursing Home“ especializada em doentes com demência. Este gato revelou um padrão comportamental no mínimo peculiar, salta para cima da cama dos doentes e deita-se junto a eles “ronrando” e “miando” até ao momento da morte do doente. Esta capacidade de prever a morte foi aproveitada pelos enfermeiros, que a utilizam para determinar o momento em que devem contactar os familiares e promover uma morte mais digna aos seus doentes. Óscar já foi capaz de prever a morte de 25 doentes e é visto como um fiável indicador de morte iminente.

 

A abordagem que os enfermeiros efectuaram foi extraordinária, ao demonstrarem a capacidade de utilizar um fenómeno que a evidência não explica na sua totalidade, e utilizando-o para melhor cuidar. Aqui, para prever a morte, não usam os monitores impessoais e barulhentos, que muitas vezes só estão ligados para conveniência do enfermeiro (….” Assim quando morrer o monitor avisa-me”…”os familiares ficam mais descansados”….” Está prescrito, têm de ficar”…), mas apenas um gato, que não só tem um dom como gosta de o usar…….quem não gostava de ter um gato/enfermeiros destes…..

 


http://content.nejm.org/cgi/reprint/357/4/328.pdf

 

http://poundit.files.wordpress.com/2007/07/oscar_cat.jpg?w=460&h=300

http://dericbownds.net/uploaded_images/Oscar.jpg


Vera Carvalho a 9 de Dezembro de 2008 às 13:06
A História é fenmenal , já a conhecia confesso! Aproveito esta saltada para desejar um Bom Natal a todos (agora tb tem colaboradores) e um Bom Ano de 2009 !

VITOR A. a 9 de Dezembro de 2008 às 14:05
Inacreditável! A natureza sempre a nos surpreender

Lifepassenger a 12 de Dezembro de 2008 às 10:18
Já há Noticias sobre a Carreira e os sindicatos da saúde tomaram uma posição conjunta !!!

mais sobre mim
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


links
pesquisar
 
blogs SAPO