O Visão Enfernal volta e a REvolta contra a Enfermagem como arte continua. A sua afirmação como ciência voltará a tomar lugar neste blogue, centrando a sua essência na divulgação da mais recente evidência científica.
comentar
publicado por Visao ENFernal, em 31.10.07 às 19:24link do post | favorito



Após a oxigenoterapia hiperbárica, surge mais uma modalidade de tratamento, não através do Oxigénio, mas sim a partir do Ozono. A inclusão de uma percentagem maior de ozono no ar corrente pode tornar-se a chave para tratamentos vários, nomeadamente de patologias infecciosas crónicas, alterações da coluna vertebral derivado de doenças degenerativas (ex: artroses), hérnias discais, vulvovaginites de repetição, insuficiências vasculares, arteriosclerose, patologias dermatológicas, patologias gastrointestinais, terapia odontológica e atrasos na cicatrização de feridas. Irei debruçar-me precisamente sobre esta última.

 

Das várias vantagens que este método terapêutico possui, há duas de que gostaria sublinhar:


 

1º   É possível a via de administração tópica;

 

2º Bastante seguro, quando usado em doses terapêuticas (na oxigenoterapia hiperbárica existe risco acrescido de toxicidade pulmonar e neurológica, mesmo com o emprego de doses terapêuticas controladas).


 

A aplicação tópica poderá ser efectuada por meio de uma bolsa de Teflon (ver imagem ao lado) com a mistura gasosa O2/O3 ou através de soluções aquosas (solução fisiológica ionizada) ou oleosas (óleo ionizado e cremes ionizados). O seu emprego está recomendado principalmente em feridas crónicas, cuja resolução é morosa, nomeadamente úlceras de pressão e de pé diabético, úlceras venosas e arteriais. As lesões infectadas poderão também beneficiar do tratamento com o ozono.


 

Os principais efeitos do ozono numa ferida:

 
  • Acção bactericida, bacteriostática, viricida e fungicida;
  • Provoca aceleração da angiogénese e aumento dos fibroblastos;
  • Aumenta a capacidade de absorção do O2 por parte dos eritrócitos;
 

A instabilidade é a principal desvantagem que o ozono apresenta, pelo que quer a mistura gasosa, como a solução aquosa, devem ser imediatamente utilizados após a sua reconstituição.

 

 

Para informações mais detalhadas, recomendo a leitura deste artigo da wikipédia http://en.wikipedia.org/wiki/Ozone_therapy

 

 

 

O uso do ozono como terapia não é tão recente quanto se possa julgar, o mais estranho é a ausência de informação concreta na internet sobre este assunto. Por outro lado, observa-se um uso generalizado do ozono em SPA´s, institutos de beleza e estética.  Parece tão simples, mas ao mesmo tempo tão distante...

 

Fontes de informação

http://www.farmacia.com.pt/index.php?name=News&file=article&sid=4956

http://www.ozono-terapia.com/cas/formas_frame.htm

http://www.feridologo.com.br/ozonoterapia.htm

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-42302004000300016&script=sci_arttext

Imagens:

http://www.ozono-terapia.com/img/foto_cicatrizacion.jpg

http://www.almacenesmoreno.com/tienda/images/ozonoterapia.jpg


mais sobre mim
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
16
17
18
19
20

21
22
24
27

29
30


links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds