O Visão Enfernal volta e a REvolta contra a Enfermagem como arte continua. A sua afirmação como ciência voltará a tomar lugar neste blogue, centrando a sua essência na divulgação da mais recente evidência científica.
comentar
publicado por Visao ENFernal, em 08.12.07 às 22:10link do post | favorito

 




Seja Aquacept® ou Prontosan® (laboratórios distintos), a polihexanida surgiu como uma solução para o problema das feridas crónicas. Ao contrário da iodopovidona, detentora de acção não sensível e cujo espectro afecta as células imunitárias do organismo com os consequentes reflexos na capacidade de cicatrização, a polihexanida possui especificidade de acção. Elimina microorganismos de forma selectiva, poupando as células do próprio organismo e sendo considerada como uma solução eficaz na limpeza e desinfecção de feridas.


Dentro das suas vantagens, salienta-se o facto de:


  • Não provocar irritabilidade cutânea, pelo que desconhecem-se alergias associadas ao uso deste produto;
  • Não provoca dor na sua aplicação e possui propriedades desodorizantes da ferida;
  • Não é absorvido para a via sistémica e não interfere com o processo de granulação
  • É compatível com a utilização de outros produtos conhecidos no mercado para tratamento de feridas;
  • É eficaz na eliminação dos biofilmes do leito da ferida, enquanto que a lavagem normal com NaCl não é capaz;
  • É eficaz no combate a infecções provocada por MRSA;
  • A solução encontra-se pronta a usar e, após a abertura, tem uma validade de 8 semanas;
  • A solução pode ser aquecida antes de ser aplicada na ferida;
  • Finalmente, pode ser utilizada em feridas contaminadas, colonizadas ou infectadas, garantindo condições ideais para a cicatrização.


Mecanismo de acção:

 


                 LAVAGEM COMUM                       LAVAGEM COM POLIHEXANIDA
 


Toda esta informação foi retirada dos sítios dos respectivos laboratórios, dada a escassez da mesma por entidades que tenham efectuado estudos de caso sobre a aplicação deste produto e a respectiva eficácia. Um dos poucos estudos de caso que encontrei, chegou à seguinte conclusão:


"Os resultados sugerem que o uso de soluções contendo moléculas de polihexanida (aquasept®) mostra-se adequado para o tratamento de feridas bem como para a realização de seus curativos, haja vista que essas moléculas exercem seu efeito bactericida por meio de mecanismos de agregação, mediada pelos seus núcleos catiônicos de biguanida. A regularidade desses núcleos reduz o risco de contaminação da ferida. Além do mais, a estrutura dos polímeros mimetiza a das fibronectinas, proteínas estas responsáveis pela coesão celular nos tecidos."

 BORDIGNON, J C P; SABINO DOS ANJOS, E; RUFINO, D A; MAIA, S S. (www.abev.com.br/controledeinfeccao/temaslivres/poster/id906.doc)

 



 

Fontes de informação e imagens:

http://www.bbraun.com/index.cfm?uuid=D9A0F0A92A5AE6266A9842B65DDE3B0B&object_id=3086202&mode=1

http://www.bbraun.es/doc/doc_download_ir.cfm?uuid=C52731E92A5AE626605A1ABCAEC2FCD5

http://www.hospitalmanagement.net/contractors/cleaning/b-braun/

http://cat.inist.fr/?aModele=afficheN&cpsidt=18366170

http://www.brasmedic.com.br/produtos.asp?pg=1

http://www.bbraun.cz/braunoviny/images/2006/05/Prontosan02.jpg


RC a 9 de Dezembro de 2007 às 19:24
Dizem que até não é um mau blog...

Um abraço

mais sobre mim
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
29

31


links
pesquisar
 
blogs SAPO